A arte de perdoar… Amor

me perdoa

“O ódio jamais acabara com o ódio; só se cura com o amor. Esta é uma lei antiga e sagrada” Extraída de textos budistas

A arte de perdoar é imprescindível para viver uma vida repleta de paz. Certamente estamos feridos, de uma forma ou de outra, seja por decepções (expectativas criadas); traições (sentido de propriedade, ninguém é proprietário de ninguém); frustrações (exigência de perfeição absoluta).

A arte de perdoar é liberar-se do sentimento de vitima. Assumir o controle e responsabilidade de suas emoções e seus sentimentos. Não culpar ao outro, pelos autos e baixos emocionais. E não permitir que este vírus se perpetue dentro de você.

A arte de perdoar é livrar-se deste ressentimento, que traduz uma raiva que é sua, que nasce e morre dentro de você. Esta raiva que só existe porque você quer e permite. Esta raiva só esta ferindo a uma só pessoa…você!

A arte de perdoar é fugir de um passado que não existe. É desligar-se de uma passado que ja passou, existiu em um presente e que no presente de agora perdeu o seu significado por não existir. Sinta, viva e respire o presente, este é o melhor presente, agora é onde as coisas acontecem.

A arte de perdoar é desfazer-se do desejo de vingança. Sentimento que é reforçado pelo “Ego” para justificar e compensar o próprio sofrimento em reparar um prejuízo inexistente. O instinto de vingança cega e nos separa da nossa própria essência e fecha o canal de comunicação com Deus.

O que é o perdão? para existir perdão tem que existir erro. O que é erro? Se o erro pode corrigir, porque nos ferimos? porque nos sentimos ofendidos? porque permitimos estas emoções? Porque não abandonamos este ciclo vicioso?

“Aprender a perdoar é um caminho, é uma arte, é um estilo de vida.” Ricardo Giardino

Proponho para o perdão, esta arte tão bela, coisas simples: livrar-se do vitimismo, assumir responsabilidades; não ressentir e não cultivar a raiva, só machuca a própria pessoa que sente (raiva); deixar os acontecimento do passado no passado, e viver o presente, o agora; aniquilar o desejo do “Ego” de vingança com amor.

O perdão começa comigo mesmo…Amor próprio!

“O perdão que estendemos não deve ter limites, da mesma forma que o perdão de Deus é ilimitado” Lucas 17:3-4

Ricardo Giardino é orador, formador, facilitador, empresário. 1º Coaching Emocional do Brasil (Certificação Internacional em Life Coaching está oficialmente autorizado pela AIC, Asociación Internacional en Coaching e pela Escuela Europea de Líderes.)

Escreva ou ligue,  agende o seu horário.

Telefone/ Whatsapp (71) 8545 4125

coaching@ricardogiardino.com

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s