Escolher o companheiro de viagem

coach_Giardino_NamoradosVamos pensar sobre as nossas escolhas?

Das várias escolhas que a vida nos proporciona fazer. Creio, encontrar o companheiro de viagem é uma das escolhas mais importante e mais delicada, se não, a mais difícil.

Descobri com o tempo, que há duas coisas importantes e cuidadosas na vida: Criar um filho e escolher uma companheira de viagem.

Nesta senda, devemos observar que existem diferenças, na maneira em que as pessoas compartilham as suas vidas, principalmente na relação de casal. Sabendo que relacionar-se é fazer uma imersão profunda na vida de cada participante.

E muitas pessoas pensam que um companheiro não é coisa para escolher, simplesmente é algo que a sorte se encarrega disso. Acreditam ser uma coisa que acontece fora da sua vontade, que é involuntário. Que sem propósito algum se encontra uma pessoa especial, que tem as qualidades para converter-se em companheiro de vida. Neste caso específico, chamamos de destino. E quem me conhece sabe que não acredito em destino. Porém é algo bem aceito pela sociedade.

Entretanto tenho observado uma crise. Seria uma crise da família. Gente pedindo tempo para a relação, outras se separando e algumas se divorciando. Contrário ao propósito involuntário, com origem em uma serie de conflitos, de incompatibilidade e como resultado da pouca observação dos fatos e acontecimento no momento do namoro.

Gente que quer mudar ao outro, outro que quer mudar gente. Pessoa ideal querendo pessoa ideal. Um sem fim de frustrações por depositar no outro as nossas imagens e expectativas. Cheias de divergências e conflitos.

Seguramente, se estes conflitos houvessem acontecidos na época de namoro, e talvez tenham acontecido em proporção menor, porém na escala atual só o tempo. Talvez o que chamamos de destino seria outro, assim destino deixa de ser destino e passam a ser consequência das nossas decisões.

Mesmo que a paixão possa governar a nossa vida a ponto de até destruir e mesmo que as decisões tenham o efeito de perder a noção do tempo: noites de paraíso, dias sem vontades, jantares românticos, viagens inesquecíveis, dançar na chuva, chorar juntos, comer pipocas jutinhos, normalmente isso é o que a gente deseja de uma maneira ou outra. Estes momentos são tão especiais e agradáveis, que passaríamos toda a vida com estes momentos. Esso é suficiente para determinar que esta pessoa seja a ideal? Incrível!

“Eu quero te convidar a pisar em folhas secas uma dessas noites. Fazer uma caminhada, falar de amor enquanto chutamos pedrinhas. Sorrirmos igual chineses, embriagados com qualquer coisa passeando pelas ruas.

Eu adoraria ir com você aos lugares que mais frequento, e dizer-lhe que é aqui onde me sento e penso em você. Gostaria de ouvir o seu riso durante toda a noite. Eu te amo o suficiente para nunca te deixar ir.

Eu te amo à moda antiga, com a alma e sem olhar para trás.” 

Jaime Sabines. Poeta mexicano.

Acredito que estar apaixonado não é nenhuma garantia de que tenha encontrado a pessoa com quem caminhar. Este momento de namorar é o momento de formar uma relação sem pensar, sem duvidar. Até porque seria ilógico formar uma relação pensando nos pontos favoráveis e desfavoráveis, cheios de argumentos para seguir ou não com uma relação. Etapa do conhecimento, do observar, do namorar.

Acredito que para ter uma relação boa e sustentável é melhor ser realista e seguir intuição, verdades, crenças (nada religiosa), valores e lógico pesar os sentimentos. Ou seja, que é muito recomendável escolher a pessoa de forma racional e consciente. As pessoas me perguntam: devo descrever o tipo de pessoa que desejo ter? Minha resposta: Sim. É muito importante você saber qual seu objetivo. Desenhar o modelo de relação que você gostaria de ter; que tipo de pessoa você quer ao seu lado. Vou mais alem, que sentimentos e sensações, que você quer viver ao lado desta pessoa. Este é um caminho do autoconhecimento. Quer dizer que vai acontecer exatamente assim? Vai acontecer, mais não com as imagens que você criou. Não aprisione o outro nas suas imagens. Dê liberdade a imaginação.

Quando falo em desenhar o modelo, quero dizer que é importante saber claramente que tipo de relação, bem específica possível você deseja ter. São as coisas que vocês querem e a frequência de estar juntos. É o dia a dia da vida cotidiana, trabalho e hobby. Que tipo de atividade quer compartilhar e as que prefere fazer sozinha com ou sem a presença da outra pessoa. Este desenhar passa por descrever a pessoa e lógico que não vai vir exatamente, porém este é um exercício para você descobrir quais são as suas próprias exigências. Com o propósito de desmistificar e até mesmo substituir por outras mais racionais.

Veja que é um assunto muito mais profundo. Conhecer seus desejos sexuais, pensamentos e sentimentos para poder intercambiar. Assim vai descobrindo as conversas; como flui a comunicação ao outro; saber a forma de apoiar e ser apoiada; dar e receber conforto e como se divertir juntos. Em resumo, deve saber tudo.

Com o tempo todas estas coisas vão te guiar por esta senda. Em cada novo encontro pode comprovar se é possível. Desta maneira pode verificar se encontrou alguém que pode compartilhar interesses e atividades favoritas e não apenas o atrativo físico, que se desvanece com o tempo. Será sua bússola ter um norte para decidir e não apenas confiar na sorte e no destino.

É o mesmo que as dietas não existem formulas mágicas. Se você conseguir atingir ao menos 50% do que deseja e da forma que deseja, parabéns!!. Tenha sempre em conta: Cada ser é um universo, tem experiências e vivencias diferente e a parte disso existe as particularidades de cada um e você com as suas.

Para refletir:

Acredito que se encontramos alguém com quem ter uma boa comunicação, com quem pode compartilhar interesses, seguir fazendo coisas juntos, ter uma boa relação sexual, então posso imaginar que vá ao final amar a esta pessoa da forma como ela é e esta pessoa vai aceitar a você da forma que você é. Sem posse e sem querer mudar ao outro. Com respeito e dignidade.

Vem comigo!
Coach Giardino é Coach Emocional

 

Um comentário em “Escolher o companheiro de viagem

  1. Linda postagem! preciso mesmo de um companheiro para sonhar e ler muitos e muitos livros. Amo sua companhia!

    Bjs

    ________________________________

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s