Receita para o Autocontrole

Coach_Giardino_AutocontroleObservo as pessoas, sou curioso pelo comportamento humano. Passei muitos anos trabalhando com equipes de vendas. Estive trabalhando com pessoas bem diferentes entre si. Classifico de dois tipos: as pessimistas e as assertivas. Você pode me perguntar: O que tem isso haver com autocontrole?

Vem comigo!

Quando você pede a uma pessoa um resultado, segundo a experiencia dela, ela resiste se é um tipo pessimista, porém ela aceita o desafio. O tipo assertivo vai lá e faz. Não coloca obstáculos. O pessimismo é uma doença que contamina a nossa essência. Tudo tem uma relação intrínseca com o foco.

O pessimismo é um estado, onde o foco é distorcido da realidade e isso demonstra uma clara e objetiva falta de autocontrole. Observe que as pessoas murmuradoras trazem poucos resultados, porque o foco é distorcido. Desprende energias em situações inadequadas, perdem o próprio controle das emoções e então em constante estado de estresse.

A pessoas assertiva tem o foco dirigido para uma coisa e com isso não perde e tempo com as distrações. Desenvolver esta habilidade é possível. Tem uma relação direta com o passado. Como fomos criados, educados, os nossos amigos, a escola que frequentamos, etc.
Daniel Goleman em seu livro Foco (p. 82, 2013) Estabelece três subtipos de atenção quando confrontamos o autodomínio: Capacidade voluntaria de desligar nosso foco de um desejo que prende a gente; resistir a distração e permitir a nossa meta no futuro e deixar os desejos para mais tarde.

Sempre digo que foco é uma questão de atitude. Determinante para ter o autocontrole e direcionar o foco, o que nem sempre é o que fazemos. Não fomos ensinados! Ter foco é sobretudo ter controle e a capacidade, atitude de evitar desejos que nos desviam do nosso foco.

Exemplo: Querer perder peso, fazer exercícios e não seguir a dieta adequada a sua realidade. Como excessos de comidas desnecessárias por ansiedade.

Queremos abraçar muitas coisas ao mesmo tempo. Resistir a as distrações é todo um desafio em uma era tecnológica. As redes sociais, os celulares inteligentes, os grupos de amigos. Sou a favor, entretanto, a disciplina é fundamental.

Exemplo: Você tem que ler um livro é não resiste a ver as atualizações de seus amigos nas redes sociais. Tem que instantaneamente responder a e-mails e whatsapp.

Viver o presente é fundamental. Sou adepto ao planejamento. Resistir as tentações é um desafio. Creio de visualizar o futuro é importante, para abrir mão de coisas que parecem ter benefícios imediatos, onde a paciência nos mostra que não.

Exemplo: Em uma investigação com crianças. Colocaram elas em uma sala fechada, sentadas em uma mesa, com cada uma com uma bala. E disseram: -Devem esperar 15 minutos e não comer. Quem não comer a bala ganhara outra bala. Com o passar dos anos o resultado demonstraram que as crianças que não comeram e esperaram os 15 minutos, tinham entre outras habilidades a de autocontrole.

Dicas para desenvolver o autocontrole:

1 – Respiração profunda, respiração abdominal ou o que popularmente as pessoas falam contar até dez

O importante é desenvolver uma estrategia especifica para reduzir o nível de tensão, oxigenar o cérebro para que ele possa funcionar de forma adequada. Eu sempre proponho as pessoas a técnica que aprendi que chamo de 4 8 4:

Inspira profundamente enquanto conta até quatro; Segura a respiração e conta até oito; solta o ar enquanto conta até quatro; repete o processo até diminuir a aceleração cardíaca.

2 – Observação dos pensamentos

Sentimos porque pensamos. Ser observador de si mesmo é um exercício que requer pratica. Saiba que você pode observar, controlar e modificar seus pensamentos.

Quando esteja incomodado, nervoso o tenha as emoções alteradas observe o tipo de pensamento que você esta alimentando, dê uma especial atenção aos que são negativos, diga para ele parar e argumente com uma crítica construtiva. Ensino a meus clientes a utilizar o mapa mental para este exercício.

3 – Identificar as emoções

O corpo fala. Aprender a observar o corpo nos ajuda a entender a situação que nos encontramos. As emoções estão relacionadas sempre ao passado. Usamos como referencia para sentir e reagir.

A emoção é uma experiência subjetiva que envolve a pessoa toda, a mente e o corpo. É uma reação complexa desencadeada por um estímulo ou pensamento e envolve reações orgânicas e sensações pessoais. É uma resposta que envolve diferentes componentes, nomeadamente uma reação observável, uma excitação fisiológica, uma interpretação cognitiva e uma experiência subjetiva (Pinto, 2001).

Reconhecer as emoções primarias como medo, raiva, tristeza e alegria nos ajuda a trabalhar diretamente com o nosso instintivo, com o que pode afetar a nossa sobrevivência.

Definir se as emoções são positivas ou negativas. As positivas reduzem o estresse, melhora humor e as negativas aumentam o estresse e ajuda a descobrir porque estamos nos sentindo ameaçados.

Observar os olhos e a boca expressamos muito nosso estado emocional por estes dois órgãos, o tom de voz informa o nosso estado emocional, observe o seu bem estar físico (dores de cabeça, problemas com o estomago e dores nas costas) são sinais evidentes sintomas físicos de emoções negativas.

Recomendo escrever sobre as emoções.

São três dicas valiosíssimas, existem muitas outras. Ser assertivo te proporciona muitos mais beneficios que a negatividade. Quer compartilhar as que você utiliza para desenvolver o autocontrole?

Vem comigo!

Coach Giardino

2 comentários em “Receita para o Autocontrole

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s