Prisão humana, a mente mantém o homem em emoções primitivas.

Prisão humana, a mente mantém o homem em emoções primitivas.

Uma única massa, composta em três partes. O cérebro superior, neocortex, é a nossa evolução máxima. A massa, chamada de mente, cérebro.  O cérebro primitivo, agressivo e animal. Dominador,  que justificamos de  automático. O cérebro intermediário, aquele que faz o intermédio entre razão e emoção. A massa cinzenta, é quem determina a nossa liberdade, dentro e fora. Uma evolução humana, questionável.

Quando as emoções, chegam, a níveis altos de cortisona ou adrenalina é momento de saber, que o corpo está sendo bombardeado por uma química protetora. Ora, as vezes necessária, e fundamental na sobrevivência da espécie humana e muitas outras, não. (fruto de interpretações inadequadas)

Desenvolvemos a capacidade de refletir e decidir. Aprendemos a estimular o pre-frontal, de forma racional e coerente. E esquecemos de pensar e refletir, na bagagem que carregamos dos nossos ancestrais, dos vínculos com nossos progenitores e das próprias experiências dentro e fora do ambiente, supostamente protetor. Armazenados no inconsciente.

“Los fatores psíquicos que determinam el comportamiento humano son principalmente instintos que actuan como fuerzas motivadoras del acontecer psiquico” Carl Gustav Jung

Os instintos, mola propulsora da sobrevivência. Guia e nos orienta, nas diversas possibilidades. No entanto, longe da selva, das cavernas, dos tiranossauro. Estamos sendo perseguido, pela própria prisão criada, com o fim de estar protegidos, de uma suposta ameaça, que chamamos: NADA!

O medo de dar errado. É uma prisão! Partindo da possibilidade de que certo e errado é algo que não existe. Buscamos um parâmetro desfuncional. Se existisse, supostamente, seria maravilhoso errar, para aprender de algo. Ao final, o acerto chega, através de vários erros.

Alimentando está loucura. Surge o medo de perder tudo. Como se pode perder o que não se tem? A prova viva é o cemitério. Presos a bens materiais, a um corpo corruptível. Nos prendemos, a um porto que parece  seguro. Inevitavelmente, a fonte do sofrimento.

Evoluímos, aprendemos, crescemos e vivemos uma vida medíocre. As interpretações, estão desajustadas e requerem serem revistas e repensadas.

O desafio, está em desconstruir as ideias inadequadas, rever acontecimentos passados e fazer um movimento de construir ideias saudáveis e ajustadas a realidade biológica.

“Aquele que olha para fora sonha. Mas o que olha para dentro acorda. Sua visão se tornará clara somente quando você olhar para dentro do seu coração.” Carl Gustav Jung

E para finalizar, estamos a um passo de fazer a diferença neste século e influir de forma positiva, nas gerações futuras:

-Entender e compreender como funciona a nossa psique e usar a nosso favor, no dia a dia e nas relações;

-Compreender a perceber as origens das emoções (adequadas e inadequadas) e viver em harmonia; –

-Interpretar as variações emocionais, seus percursos e entrelaçamentos. Ajustar as interpretações críticas, procurando o bem estar emocional;

-Procurar respostas emocionais, que justifiquem os comportamentos, com um único objetivo: tomar consciência, para evoluir;

-Entender que as respostas emocionais, são espelhos de experiências passadas. Desvincular-se e ter as próprias experiências;

-Saber que as emoções, falam sem palavras, nas nosss interpretações adequadas e inadequadas;

-As emoções estão sempre no passado ou futuro, tempo, atemporal e inexistente.

Evoluir, é amadurecer. Entender e compreender, a mente e seu funcionamento, é apropriar-se do gerenciamento emocional ao ponto de colocar-lo a serviço próprio, potencializando a psique humana. Consequentemente, melhorando o bem estar pessoal e as relações. Fugindo assim do próprio confinamento mental.

Coach Giardino

Master Coach Internacional

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s