Constituição 1988 – A Cidadania e a Educação Bancária.

Por Coach Giardino e Andressa Ribeiro

Compreende-se por cidadania o livre exercício dos direitos e dos deveres. No entanto, constatamos na prática que a apropriação caminha a passos lentos. A Educação Bancária, expressão criada pelo Educador Paulo Freire, ao referir-se ao formato de uma educação conteudista, sem reflexão e imposta. assim é a educação brasileira.

Nossa Constituição Federal de 1988, em relação à anterior, trás ampliação e sugere progresso no aspecto em desenvolvimento da cidadania. Em seu art. 205 diz: “a educação é direito de todos”.

Na prática ocorre: professores que não fazem planejamentos, repetindo assuntos, utilizam como metodologia o “quadro” e sem falar nos questionários.

O Educador e Professor Paulo Freire defensor de uma educação libertadora, diz: que a educação sem reflexão, descontextualizada, sem pensar e questionar, tem as características de uma Educação Bancária, conteudista, onde o aluno recebe o conteúdo como se um depósito fosse.

Para concluir, a Educação melhorou com o advento da constituição cidadã, estes últimos 30 anos refletem os varios aspectos desta melhora. No entanto, na prática há muito a se fazer. A Secretaria de Educação deve oferecer cursos de formação continuada aos professores; assim também, o próprio professor deve mudar a sua perspectiva e passar a ser em sala de aula um pesquisador e investigador da sua praxis. Desta forma começaremos a exercer o nosso direito à cidadania, do contrário é utopia.

Coach Giardino

Coach Educacional

Andressa Ribeiro

Estudante

71 985454125