Coach Educacional: Plano de Aula e aspectos relacionados a BNCC com Coach Giardino

Por Coach Giardino

Aprender é um caminho de possibilidades. Ensinar é oportunizar momentos, para tornar as possibilidades possíveis.

Coach Giardino

Desprezados por uns, utilizados por outros. O plano de aula é um caminhar diário, utilizado para reunir as ideias das possibilidades possíveis. Os que desprezam, garantem pelo viés dos livros didáticos (questionável) e os que defendem, aprimoram a prática com resultados mais satisfatórios, porque existe a possibilidade de mensurar o trabalho.

Aspectos importantes para a construção do plano de aula:

O professor em sua prática deve entender e compreender a realidade do educando, no contexto em que está inserido. E assim, trabalhar a contextualização dos conteúdos.

Contextualizar os conteúdos dos componentes curriculares, identificando estratégias para apresentá-los, representá-los, exemplificá-los, conectá-los e torná-los significativos, com base na realidade do lugar e do tempo nos quais as aprendizagens estão situadas.

BNCC 2017, página 16

EXEMPLO:

DISCIPLINA: MATEMÁTICA

ANO: 6º ANO

DESCRITORES: 28 – INTERPRETAR, DESCREVER E DESENHAR PLANTAS BAIXAS SIMPLES DE RESIDÊNCIAS E VISTAS AÉREAS

BNCC: EF06MA28

Mapeamento das carteiras dos alunos em uma sala de aula (vista aérea)
Planta baixa simples
(vista aérea)

Dentro do contexto da sala de aula, se torna imprescindível que o professor elabore o planejamento prévio. Isso não significa uma imposição às possibilidades.

Zabala (2010) em seu livro Como aprender e ensinar competências diz:

“Contar com as contribuições e os conhecimentos dos alunos, tanto no início das atividades quanto durante sua realização.”

O planejamento envolve conhecer a turma, assim a contextualização do conteúdo será mais próxima a realidade do educando, que poderá interferir no processo de construção com sugestões, opiniões ou mesmo com as dúvidas.

Independente da forma como o professor aprendeu, ou mesmo está sendo solicitado, o planejamento deve conter aspectos básicos, como conteúdo a ser ministrado, as competências ou objetivos esperados, as estrategias metodológicas (o ensinar é intencional) e as possíveis discussões, os recursos a serem utilizados e a forma de verificar se o conteúdo foi compreendido (indicadores de aprendizagem).

Pensar em planejamento e falar de BNCC, ao mesmo tempo é refletir sobre os avanço na proposta educacional.

Coach Giardino

Coach Educacional

Contato: (71) 985454125

contato@ricardogiardino.com

Referência Bibliográfica

Brasil, Base Nacional Comum Curricular, Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/02/bncc-20dez-site.pdf&gt; Acessado em: 31 de março 2019

ZABALA, Antoni. Como aprender e ensinar competências. Antoni Zabala e Laia Arnau. Porto Alegre: Artmed, 2010. p.151