Blog

Biodescodificação com Coach Giardino: Sentido Emocional do Resfriado.

Por Coach Giardino

biodescodificação (1)O Corpo fala e expressa uma ou várias necessidades interior. Cabe olhar, sob outra perspectiva e descobrir as razões reais que te fazem padecer.

Dentro da perspectiva pessoal das coisas, todos têm um enfoque bem particular das circunstâncias. Esse prisma é o responsável 100% das coisas que você pode ver, como vê e quando vê.

Somos responsáveis pelo que vemos, no entanto, não nos pertence.  Pertence a nossa programação familiar.

Olhe no espelho. Quem você está vendo? A responsabilidade pelo que vê é sua. Como você se vê? Você é responsável por está fora de te ver. Saiba que não te pertence. Você está utilizando a interpretação que te ensinaram.

Qual o sentido ou significado da doença?

Para o dicionário de significados é a ausência de saúde.

“A biodescodificação entende que toda doença tem uma origem emocional ou metafísica, ou seja, ela é causada por algum tipo de sentimento que não se manifesta como tal, e por isso se projeta no plano físico do corpo”. Bioguia

O resfriado sob o ponto de vista da Biodescodificação

O resfriado é uma inflamação da mucosa nasal. Manifesta-se pela obstrução nasal, com sintomas como: espirros ou o nariz irritado com secreção nasal e os olhos lacrimejando.

O resfriado expressa uma dificuldade de adaptação social, são as dificuldades de relacionamentos, por isso manifesta-se com maior frequência  nos momentos em que devemos conviver com as pessoas mais próximas, em momentos como as férias, são momentos onde as pessoas estão juntas.

O resfriado é o meio pelo qual liberamos uma grande “quantidade” de tristeza que acumulamos internamente. Pode aparecer depois de ter sofrido alguma decepção, e como consequência de um arrependimento por não ter falado algo ou mesmo feito algo. Ou depois de uma circunstância em que os sentimentos foram feridos e sentimos falta de calor e de apoio. (observe que a interpretação é bem pessoal, ou seja, subjetiva)

Também, pode manifestar-se quando existe um excesso de atividade no plano mental e nos sentimos confusos e preocupados sem saber por onde começar. Estamos cansados: de uma situação pessoal ou de uma situação particular com outras pessoas.

Existem também, outras causas com base nas CRENÇAS POPULARES que podem desencadear um resfriado: acreditar que ficamos resfriados:  “pelas baixas temperaturas” ou “por sairmos à noite e ao passar uma corrente de ar” ficamos resfriados; acreditar que pegamos resfriados de outras pessoas ou mesmo acreditar nos três resfriados de cada inverno. Isso ocorre apenas nas pessoas que assim acreditam. Ao final é uma verdade para a pessoa.

Recomendações para recuperar a saúde

O resfriado é um motivo verdadeiro que inconscientemente provocamos, para escapar de uma situação (conflito) que nos incomoda, que não estamos dispostos a reconhecer e a expressar.

Sem embargo, o nosso nariz esta congestionado, os olhos reclamam lacrimejando, e quase  não podemos falar  pela irritação da garganta, e inclusive pela tosse. Os espirros se convertem em nossa melhor “arma” “não se aproxime de mim que estou resfriado” com isso, alcançamos o objetivo de fugir da situação que gera o desconforto sem conflito e com a benevolência e a compreensão dos demais.

O resfriado é considerado pela medicina naturalista como uma crise de desintoxicação do organismo. Através, se eliminam as toxinas (físicas, medicamentos, etc) o psíquicas (problemas emocionais) e o corpo e a alma se liberam das substâncias que intoxicavam e  ambos saem da crise fortalecidos.

O ensinamento

O ensinamento que recebemos é simples: devemos estar preparados para enfrentar os conflitos que nos oferece a vida e as relações, aceitando que projetamos nas pessoas aquilo que rejeitamos. Uma oportunidade para ver, compreender, aceitar, reconhecer e integrar em nos mesmo aquilo que repugnamos.

Extraído do libro “Conocernos: ¿qué nos quiere decir el cuerpo con la enfermedad?” (traduzido e adaptado)

A Biodescodificação não recomenda medicamentos, não induz a abandonar os tratamentos convencionais. Ao persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

Coach Giardino

Coach Profissional

Contato:

Tel.: 71 985454125

E-mail: contato@ricardogiardino.com

 

 

Princípios da Educação Formulada por Pestalozzi com Coach Giardino (1ª parte)

Coach Educacional (2)

Teórico: Johann Heinrich Pestalozzi

Nascimento e morte: Zurique, 12 de janeiro de 1746 — Brugg, 17 de fevereiro de 1827)

Profissão: Pedagogo suíço e educador, pioneiro da reforma educacional.

Princípios: A afetividade em sala de aula e o amor materno.

De acordo com Haydt (2001), podemos resumir da seguinte maneira os princípios formulados por Pestalozzi:

1 – “A relação entre professor e aluno deve ser baseada no amor e no respeito.” 

O Palestrante e pedagogo Celso Vasconcelos, nos fala da zona de autonomia relativa (ZAR), zona circular  separada por  zona externa, da qual o profissional não exerce controle, e a zona interna como “o limite interno é o das pessoas e da instituição. É nesse espaço que está a liberdade. Isso implica: respeitar o conhecimento prévio do aluno, história de vida, definir objetivos e conteúdos que lhe sejam adequados, conquistar o aluno para a aprendizagem, etc. Isso depende do professor e de mais ninguém.”

Celson Vasconcelos ainda diz: “O trabalho com o conhecimento – O professor deve desenvolver sua capacidade de estabelecer relações interpessoais sadias. Isso se faz, ouvindo o aluno e fazendo-o sentir-se respeitado.”

A relação baseada no amor e no respeito, parte de um encontro de partes separadas que desejam unir-se, uma que supõe maturidade é outra no processo de desenvolvimento. O professor é o responsável para estabelecer os limites desta relação.

2 – “O professor deve respeitar a individualidade do aluno.”

Individualidade se entende como um indivíduo único, inserido em um universo de multiplicidade. Uns aprendem as letras com maior rapidez, uma velocidade relativa. Outros caminham admirando as letras, no entanto viajam em um caminho paralelo em que o tempo não importa. E quem disse que educar é uma competição?

O respeito se entende por permitir que o outro seja ele mesmo, da forma e da cor que deseje, sem interferir na possibilidade que ele seja capaz de ver, nem sempre o mesmo que o outro. Entender que o espaço mesmo sendo público, não me permite entrar no limite do outro.

Respeitar a individualidade em sala de aula é permitir que o aluno, caminhe com suas próprias experiências, sua investigações, e até mesmo o seu momento de não desejar fazer nada.

3 – “A finalidade da educação deve basear no seu fim mais elevado, ou seja, favorecer o desenvolvimento físico, mental e moral do aluno.”

“Dentre vários estudos, a psicomotricidade é conceituada como uma ação de finalidade pedagógica e psicológica a utilizar os parâmetros da educação física com a intenção de melhorar o comportamento da criança com seu corpo. Há quem defina a psicomotricidade como uma ciência que estuda o indivíduo por meio de seu movimento e a interação social.”

“Segundo Vygotsky, o desenvolvimento cognitivo do aluno se dá por meio da interação social, ou seja, de sua interação com outros indivíduos e com o meio.” “Vygotsky nasceu em 1896 na cidade de Orsha, na Rússia, e morreu em Moscou em 1934, com apenas 38 anos. Formou-se em Direito, História e Filosofia nas Universidades de Moscou e A. L. Shanyavskii, respectivamente.”

Melhor serem dois que apenas um. Papel do professor fomentar momentos de desenvolvimento físico, mental e moral. Será que ocorre apenas no ambiente escolar? Com certeza, não. A escola tem está possibilidade e oportunidade de proporcionar bons momentos para o desenvolvimento da criança.

4 – “O ensino não deve objetivar a verdade absoluta e a memorização mecânica, mas o desenvolvimento das capacidades intelectuais.”

A verdade deixa de ser verdade no momento da dúvida. A verdade em si própria é absoluta. Deter uma forma de pensar, não significa ser o detentor da verdade. A verdade é a experiência individual, que não cabe experimento e sim uma confirmação da própria experiência. A escola e o professor, não são os detentores da verdade. Na verdade, são juntos ou separados, um dos caminhos para refletir e decidir a própria verdade. Estimulando e desenvolvendo o ser critico e reflexivo para que o estudante chegue próximo da verdade.

As ideias ou as técnicas? O caminho faz a diferença entre ser um professor influenciador ou um professor conteudista. O primeiro nos permite o desenvolvimento das capacidade intelectuais. O segundo nos lembra a memorização mecânica que proporciona a informação, que sem mais, se perde pela necessidade de complementariedade na aplicação.

 

Pestalozzi nos deixa seis princípios mais, dos quais, abordaremos na nossa próxima conversa.

Qual é o seu educador preferido?

Qual a proposta do educador?

Quais princípios norteiam o seu trabalho?

Compartilhe e deixe seus comentários.

Coach Giardino

Coach e Mentor Educacional

Contatos:

Tel.: 71 985454125

E-mail: contato@ricardogiardino.com

.