Um 2018 diferente

2018_diferente_coach_giardino
FOTO: FOTOLIA.COM

 

Como fazer um 2018 diferente?

Receita mágica é uma crença. Fazer coisas diferentes, pressupõe, resultados diferentes.

Mentira!!

Você pode fazer as coisas diferentes e ter resultados medíocres ou mesmo, resultados diferentes do desejado.

Partindo da premissa de receita. Supõe, um conselho. Conselho é apenas uma opinião acerca de determinado assunto. Que pode ser visto ou feito de várias ou outras formas.

Em alguns dias, lá se foi 2017. Iniciaremos um novo ciclo. Uma possibilidade se aproxima de fazer um 2018 diferente. Nasce a possibilidade de florescer e brotar novos frutos.

“O presente é resultado do plantado no passado, o futuro será resultado do que plantamos a cada precioso instante das nossas vidas.”

Preparado para o desafio?

Material necessário:

  • 4 folhas de papel em branco ou da cor que você desejar;
  • Caneta e lápis de cores.

Instruções parte # 1

1 . Fazer uma lista de todas circunstancias que aconteceram em 2017 e que não gostou.

Em um dos papeis escreva todos os RESULTADOS ou VIVÊNCIAS dos últimos meses que causaram dor, sofrimento ou insatisfação. Lembre-se estamos pensando em circunstâncias e não em pessoas.

2 . Por um momento esquece o papel anterior, o importante é que você se concentre em cada atividade que estiver realizando. Pega outra folha de papel e escreva MEU PASSADO. Em palavras, escreva todas as suas atitudes, pensamentos e intenções (propósitos ou motivações) que você julgue negativa em 2017. Preste atenção, em muitas ocasiões, por crença errada não percebemos o certo e o errado.

3 . Coloque lado a lado os dois papeis e faça uma analise com o fim de estabelecer causa e efeito entre “MEU PASSADO”  e “RESULTADOS”. Cada vivência da nossa vida esta diretamente relacionada com as ações, pensamentos e intenções. Este ponto serve para assumir a responsabilidade e compreender que os resultados tem origem nos comportamentos.

relaçao causa efeito

Instruções Parte # 2

1 . Em uma terceira folha  MEU FUTURO. Escreva todos os resultados que você gostaria de alcançar, pode perdi o que deseje. Sem medo e sem restrições.

2 . Na folha quatro,  a mais importante. Destaque AS SEMENTES. Nesta folha você escreve ações e palavras necessárias que tenha em seu dia a dia, para que cada desejo da folha “MEU FUTURO”  se torne realidade. A ideia é trabalhar com comportamentos e resultados possíveis e factíveis.

 

relação causa efeito receber

Instruções parte # 3

1 . Reveja os papeis da primeira parte, nesta etapa o importante será assumir a responsabilidade de seus atos e compreender que cada coisa que fazemos gera tudo o que vivemos. Seja consciente de todas as experiências que você não deseja voltar a repetir de agora em diante. Faça um compromisso com você mesmo, e não voltar a repetir, corrigindo as atitudes, intenções, pensamentos e palavras.

Instruções parte # 4

1 . Este trabalho faz parte de seus planos de futuro, mantenha sempre visível, com o objetivo não desviar do caminho. Você é capaz de criar a realidade de tudo que deseja, apenas tem que acredita em você mesmo. Você pode, não tenha pressa, os resultados demoram um certo tempo para chegar, no entanto, se persistir e corrigir os erros, com certeza sua plantação vai colher frutos magníficos.

Feliz 2018, Estamos juntos!!!

Coach Giardino

Executive & Life Coach

Coach Educacional e Coach Emocional

Mentor e Master Coach Internacional

Contato: 00 55 71 985454125

contato@ricardogiardino.com

Aprenda como Lidar com a Perda do Emprego

perda_profissional_coach_giardino_1

Perder o emprego pode ser uma das ocasiões mais dolorosas e traumáticas que você enfrentará. Pode afetar todos os aspectos de sua vida, das relações interpessoais até mudanças no sono. Pode causar sentimentos de ira, inadequação, medo, vergonha, fracasso, isolamento e constrangimento, só para citar alguns. De fato, se você ficar desempregado por muito tempo, pode desenvolver uma depressão situacional.

“A perda do emprego é uma das maiores experiências de modificação de vida que alguém pode enfrentar. Seu impacto negativo só é superado pela perda de um ente querido ou pelo rompimento da família”, disse Fred M. Riley, ex-comissário dos Serviços Familiares SUD e terapeuta mental licenciado.

Muitos profissionais sentem que depois da morte de um filho ou de um divórcio, a perda do emprego é, provavelmente, a ocasião mais terrível da vida.

perda_profissional_coach_giardino_3

O que torna a perda do emprego tão traumática é o golpe devastador que isso dá à autoestima. Quando se é demitido, qualquer que seja a razão, a mensagem implícita ou subliminar que se recebe é: “Sou um fracasso. Não sou suficientemente bom. Não importa se há crise econômica, se eu fosse mesmo bom, eles teriam me mantido”.

Isolamento e Comportamento Contraproducente

A perda repentina do emprego pode levar ao isolamento. Quando uma pessoa passa por um divórcio ou outras experiências dolorosas, tende a compartilhar a dor com aqueles em quem confia. Ela conversa com colegas de trabalho, amigos e familiares. Consequentemente, há sempre alguém para confortá-la e aconselhá-la. De modo inverso, quando a pessoa perde o emprego, a última coisa do mundo que deseja é dizer a alguém o que aconteceu, temendo que os outros possam considerá-la uma fracassada. Ela entra em um “cone de silêncio” e termina por isolar-se justamente das pessoas que estariam mais dispostas a ajudar. Infelizmente, essa tendência de se esconder atrás das barreiras que ela mesma cria e de limitar a interação social é contraproducente na busca de outro emprego. Pode aumentar muito a dificuldade de sua busca. Uma pesquisa aponta que 70 a 80 por cento de todas as vagas de emprego são preenchidas por pessoas que fazem uma rede de contatos. Aproveite cada oportunidade, cada fórum possível, para informar a todos com quem entra em contato que está procurando emprego.

Medidas a Tomar

Abaixo estão algumas sugestões de como superar as emoções e as tendências naturais, mas contraproducentes, que podem inibi-lo de fazer uma busca de emprego eficiente.

  1. Encontrar um Treinador Permitir que outros o ajudem. Identificar um amigo ou colega de trabalho e pedir-lhe que atue como seu treinador ou mentor na busca de emprego. Interagir com essa pessoa pelo menos duas vezes por semana. *Atividade desenvolvida por Coach Giardino
  2. Desenvolver um plano de busca com seu treinador e segui-lo.*Atividade desenvolvida por Coach Giardino
  3. Preparar uma declaração “Comercial de 30 Segundos” e compartilhá-la com todos aqueles que você encontrar.
  4. Ser proativo. Não ficar sentado em casa esperando por um telefonema que lhe traga o emprego perfeito. Agir para fazer acontecer.
  5. Começar bem o dia. Levantar-se às 7 da manhã, tomar o desjejum com a família, examinar a “lista do que fazer” e segui-la.
  6. Sair de casa. Por mais tentador que seja, não ficar em casa, de pijamas, procurando emprego na Internet até o meio-dia. De acordo com especialistas, somente cerca de 7% dos empregos são encontrados pela Internet. Levantar-se, vestir-se para entrevistas em potencial, dar todos os telefonemas até as 9h e sair de casa por volta de 9h30.
  7. Exercitar-se pelo menos 20 minutos por dia, 5 vezes por semana. O exercício físico é um aliado natural contra a depressão, porque libera endorfina no organismo, o que ajuda a manter uma atitude positiva e aumenta sua energia, ambas necessárias para entrevistas bem-sucedidas. Comer alimentos saudáveis.
  8. Cadastrar-se para receber ajuda do governo, conforme o caso. Após a demissão, cadastrar-se imediatamente para receber seguro-desemprego, fundo de garantia e outros direitos, se achar necessário.
  9. Pensar em sua busca de emprego como se já fosse um emprego. Depois, gastar pelo menos de 30 a 40 horas por semana realizando sua busca. Se não despender o tempo pedido, ficará sem emprego por um bom tempo. Agendar o mínimo de cinco entrevistas ou visitas a empresas por semana.
  10. Sorrir. Rir. Aproveite cada oportunidade para manter seu senso de humor. Ninguém quer ter empregados mal-humorados. Continuar a ter vida social. Sair de casa e encontrar-se com antigos clientes, contatos de sua rede ou outros recursos pelo menos duas vezes por semana. Brincar diariamente com os filhos e com animais de estimação.
  11. Levar em consideração um trabalho temporário ou de meio-período. Refletir sobre aceitar um trabalho de meio-período ou de consultoria em empresas de sua área de atuação. Aqueles que estão empregados são mais empregáveis. Qualquer cargo que ocupe, quer seja um trabalho abaixo de suas qualificações, quer seja um de meio-período na sua área de especialização, gerará um fluxo de caixa imediato e ajudará a aliviar um pouco a pressão enquanto procura outro emprego.

Fonte: Serviços de Autossuficiência

Coach Giardino

Coach Executive

Contatos:

E-mail: contato@ricardogiardino.com

Tel.: 00 55 71 985454125

 

%d blogueiros gostam disto: