“Eu estou determinado a ver as coisas de maneira diferente” sob a perspectiva do Mito das Cavernas.

Dia 21

“Eu estou determinado a ver as coisas de maneira diferente”.

“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. II Coríntios 5:17

A humanidade prisioneira dos próprios brinquedos e das suas próprias criações. Eu desejo ver as coisas de outra maneira.

Para uma realidade carcerária, é incrível que tudo que ocorre aqui é muito semelhante ao que ocorre nos Estados Unidos ou mesmo Europa. Os conflitos, a raiva, o ódio, a intolerância, a prepotência e a ganância, entre muitos outros. Eu desejo ardentemente ver as coisas de uma outra maneira.

As pessoas tem desejos e ambições muito parecidas. Terminamos por fazer programas dentro das cavernas: Estabilidade financeira, concursos públicos, acompanhar a moda, ver as notícias para manter-se informado (prisioneiros), frequentar academias e ir as igrejas para amenizar a culpa. Sem nenhum compromisso de fazer perguntas tais como: quem realmente sou? Do que realmente gosto? Posso ser uma pessoa mais agradável? (aos olhos de quem?) entre outras. Assim, continuo desejando ver as coisas de outra maneira.

Ser nova criatura. Será ser, seguir modelos preestablecidos de condutas e comportamento? Ao ver de outra maneira, eu posso ser eu, ao invés de ser igual a massa?

Morrer para o mundo não é morrer físicamente, e sim, ver a vida de uma outra maneira. Onde tenha o previlégio e predomínio da verdade.

“Por amor da verdade que está em nós e para sempre estará connosco”. II João 1:2

Observar a verdade é um ato simples de olhar para os pensamentos, frutos do passado, dos ensinamentos, das experiências e perceber, que nada disso, tem significado algum. Apenas o significado outorgado por você. Pai, me ensina a ver este mundo de outra maneira. Assim, como Jesus olhou.

Jesus odiado por muitos, seguido por alguns outros, exemplo de vida e ensinamentos. Demonstrou e ensinou olhar sob a perspectiva do perdão, do Amor, compaixão e alegria. Abandone aquilo que te aprisiona e seja livre para ver a vida de outra maneira.

Coach Giardino

Coach de Pessoas

Contato:

contato@ricardogiardino.com

(71) 985454125

“Deus não criou um mundo sem significado”.

Dia 14

“Deus não criou um mundo sem significado”.

O mundo tal como está estabelecido, tem uma interpretação sem significação alguma. Simplesmente, por partir do pressuposto do medo.

“Jesus dizia pois aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos”. João 8:31

Entender e compreender as palavras de Jesus, nos livra da incompreensão humana sobre o Amor.

O Amor é a única verdade, e somos sabedores que este mundo, tem como referência, o medo, que carece de significado.

Importante é ter consciência do que é ilusão e abraçar o verdadeiro:

“Purificando as vossas almas na obediência à verdade, para a caridade fraternal, não fingida; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro”. I Pedro 1:22

Amor, é ver no outro a sua essência humana, livre dos rótulos criado e estabelecidos para separar: ladrão, assassino, corrupto, infiel, injusto, violador, entre outros.

O oposto ao Amor é o medo. O medo engendra dor e confusão, gera separação.

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. João 8:32

Deus não criou o castigo, a raiva, o ódio, a opressão, as mentiras, os acidentes, as guerras e muito menos a violência. O mundo tal qual você vê é uma criação da sua mente. Tudo o que Deus criou existe tal como ele criou e não tem nada haver com este mundo de sofrimento que você vê.

A ideia de hoje, proporciona liberdade de pensar. Ideias rígidas e preestabelecidas, aprisionam ao mundo sem significado. Ver o mundo de uma outra perspectiva não te faz puritano, te permite olhar com a perspectiva do Amor.

O medo é escuridão, o Amor é a luz. Qual predominantemente domina sua experiência terrenal?

Um maravilhoso domingo!

Coach Giardino

Contato: contato@ricardogiardino.com