Princípios da Educação Formulada por Pestalozzi com Coach Giardino (2ª parte)

Teórico: Johann Heinrich Pestalozzi

Nascimento e morte: Zurique, 12 de janeiro de 1746 — Brugg, 17 de fevereiro de 1827)

Profissão: Pedagogo suíço e educador, pioneiro da reforma educacional.

Princípios: A afetividade em sala de aula e o amor materno.

Na primeira parte, falamos sobre quatro dos princípios:

Princípios da Educação Formulada por Pestalozzi com Coach Giardino (1ª parte)

Em nosso post de hoje, daremos continuidade.

De acordo com Haydt (2001), podemos resumir da seguinte maneira os princípios formulados por Pestalozzi:

5 – A educação deve auxiliar no desenvolvimento orgânico, por isso a atividade física é tão importante quanto a intelectual.

Somos a soma de corpo (físico), mental (cognitivo) e alma (espiritualidade). O equilíbrio entre todos, colabora com o desenvolvimento pleno do educando. A educação escolar deve promover no espaço áulico a integração do ser humano. Para a criança brincar, jogar bola, correr, nadar, entre outras, são atividades prazeirosas. Daí a importância de utilizar o lúdico na sala de aula (jogos). As aulas de educação física e de psicomotricidade devem ser espaços que promovam o desenvolvimento orgânico da criança.

6 – A aprendizagem escolar não deve levar apenas a aquisição do conhecimento, mas, principalmente, ao desenvolvimento de habilidades e ao domínio de técnicas.

O currículo é de suma importância, nisso concordamos. Um currículo voltado para as habilidades, é diferente de um currículo voltado para conteúdo.

As habilidades nos levam a uma compreensão ampla de mundo. Elas são partes intrínsecas da aprendizagem significativa, que levam o aluno a ser competente, quando ele realmente compreende a aplicação prática em sua realidade.

Pestalozzi nos deixa alguns princípios mais, dos quais, abordaremos na nossa próxima conversa.

Qual é o seu educador preferido?

Qual a proposta deste educador?

Quais princípios norteiam o seu trabalho?

Compartilhe e deixe seus comentários.

Coach Giardino

Coach e Mentor Educacional

Contatos:

Tel.: 71 985454125

E-mail: contato@ricardogiardino.com

Constituição 1988 – A Cidadania e a Educação Bancária.

Por Coach Giardino e Andressa Ribeiro

Compreende-se por cidadania o livre exercício dos direitos e dos deveres. No entanto, constatamos na prática que a apropriação caminha a passos lentos. A Educação Bancária, expressão criada pelo Educador Paulo Freire, ao referir-se ao formato de uma educação conteudista, sem reflexão e imposta. assim é a educação brasileira.

Nossa Constituição Federal de 1988, em relação à anterior, trás ampliação e sugere progresso no aspecto em desenvolvimento da cidadania. Em seu art. 205 diz: “a educação é direito de todos”.

Na prática ocorre: professores que não fazem planejamentos, repetindo assuntos, utilizam como metodologia o “quadro” e sem falar nos questionários.

O Educador e Professor Paulo Freire defensor de uma educação libertadora, diz: que a educação sem reflexão, descontextualizada, sem pensar e questionar, tem as características de uma Educação Bancária, conteudista, onde o aluno recebe o conteúdo como se um depósito fosse.

Para concluir, a Educação melhorou com o advento da constituição cidadã, estes últimos 30 anos refletem os varios aspectos desta melhora. No entanto, na prática há muito a se fazer. A Secretaria de Educação deve oferecer cursos de formação continuada aos professores; assim também, o próprio professor deve mudar a sua perspectiva e passar a ser em sala de aula um pesquisador e investigador da sua praxis. Desta forma começaremos a exercer o nosso direito à cidadania, do contrário é utopia.

Coach Giardino

Coach Educacional

Andressa Ribeiro

Estudante

71 985454125